Início » Artigos Velho » Um mundo de incertezas para os negócios!

Um mundo de incertezas para os negócios!

No contexto dos negócios, falarmos que o mercado atual está em constante mudança e que as tecnologias de hoje são muito diferentes das existentes há alguns anos é algo por demais conhecido.  Os hábitos de consumo também são muito diferentes, afinal, os clientes estão cada vez mais exigentes e esperam novos patamares de desempenho das empresas quanto aos produtos ou serviços que oferecem. Assim, nossos negócios, que já possuem alguma complexidade para sua condução e sucesso, estão inseridos em algo ainda mais desafiador: o mercado. Quando ele muda, as empresas também precisam mudar e se adaptar às novas realidades.

Mesmo antes do contexto pandêmico da Covid-19 dos anos 2020/2021, a aceleração da mudança e a consequente complexidade e desafio para o sucesso dos negócios  já era algo incontestável.

Independente do ramo ou porte da organização a qual você trabalha, uma realidade é cada vez mais constante: ou você está mudando seu negócio, ou seu negócio está caminhando para o seu momento final.

Para entender este momento instável e incerto, um acrônimo surgido na década de 90 no ambiente militar – O U.S. Army War College, passou a fazer parte de análises de cenário e definição de ambientes estratégicos: VUCA. Esta sigla nasceu das palavras em inglês Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity (em português: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade, respectivamente). O conceito se aplica com muita facilidade quando se busca explicar o momento atual de transformações intensas e absolutamente disruptivas, que trazem desafios pessoais enormes, justamente por romper completamente os padrões tidos como corretos até pouco tempo. Na gestão e estratégia de nossas empresas, uma avaliação das condições de seu negócio sob a ótica VUCA pode ajudar na tomada de melhores decisões, e estar mais bem preparado para o desconhecido. Ou falando diretamente: sobreviver!

Para melhor entender as dificuldades enfrentadas pelas organizações num contexto VUCA, é preciso compreender os seus termos. Então veja:

Volatilidade -Trata-se do volume e da agilidade com que as mudanças ocorrem no cenário empresarial. Isso torna muito mais difícil a capacidade das organizações acompanharem o mercado e é preciso agir rapidamente diante de tais circunstâncias.

Incerteza – Trata-se da incapacidade de prever resultados futuros, mesmo quando as análises são baseadas em dados presentes. A imprevisibilidade é o principal elemento que dificulta a aplicação de novas soluções.

Complexidade – Aqui, conectividade e interdependência são fatores que dificultam a capacidade de agir. Há uma dificuldade em estabelecer, diretamente, o resultado de nossas ações dado a natureza interconectada e interdependente dos diversos fatores ou variáveis que atuam sobre os negócios.

Ambiguidade – Resume-se à falta de clareza e concretude, o que dificulta a capacidade de encontrar a relação entre causa e efeito ao analisar determinado acontecimento. Ou seja: é a interpretação dúbia dos fatos que prejudica a capacidade de encontrar uma solução para determinado fenômeno. Não há como deixar ignorar as novas formas de ver as coisas. A realidade agora é mais turva, com a transformação intensa dos significados diante de novas circunstâncias. Não há mais soluções ou respostas precisas e específicas, por isso é vital fazer uma escolha e absorver as consequências. Decidir em um contexto ambíguo é primordialmente um ato de coragem. Lembre-se todo aprendizado vem das atitudes e realizações, por isso, é importante estar aberto a cometer erros e aceitá-los como uma etapa eventual do processo de tomada de decisão.

O principal efeito do mundo VUCA nas organizações é a dificuldade para se planejar diante das constantes mudanças de cenários. A regra para o sucesso empresarial que envolve a necessidade de planejar no longo prazo, tão propagada até pouco tempo, ganhou um novo significado já que o “longo prazo”, num mundo VUCA, não pode ser maior que dois anos (anteriormente falava-se em 5 até 10 anos). Além disso, as definições planejadas devem ser rigorosamente acompanhadas neste período para “sentir” as mudanças e realizar ajustes com muita agilidade. Assim, é necessário construir habilidades que toquem diretamente em cada um dos quatro “elementos VUCA”, mitigando seus riscos e modificando a forma como conduzimos projetos. Enfrentar estas dificuldades, se já não afetaram, é uma mera questão de tempo. Este cenário pode ocorrer, potencialmente, em qualquer forma de negócio e de qualquer porte, mesmo naquelas que dominam o mercado atual e sem uma concorrência forte o suficiente para lhes desestabilizar.

Portanto, é preciso entender o mundo VUCA e preparar-se para enfrentá-lo de frente, atuando de forma dinâmica e observando algumas questões que podem ser determinantes para o futuro do seu negócio:

Resiliência

Com a volatilidade iminente no contexto empresarial, a capacidade de se adaptar em relação a situações adversas ou não planejadas é um importante elemento para vencer as mudanças. Ou seja: trata-se da capacidade de a empresa se manter íntegra e buscar alternativas para enfrentar as dificuldades que surgirem.

Flexibilidade

Com as incertezas do mundo VUCA, buscar flexibilidade é essencial para garantir uma melhor adaptação diante de cenários turbulentos. Buscar a aceitação e compreender as diferentes possibilidades para a resolução de problemas é uma virtude importante das organizações. Aqui é importantíssima a atuação da liderança na condução das pessoas que compõe a sua força de trabalho, porque é natural que a sua estrutura resista ao desconhecido e à proposta de mudanças constantes e fundamentais para a sobrevivência. Os gestores devem envolver seus subordinados na mudança, mostrando o que está mudando e por qual razão. Desse modo, a resistência será menor ou nula, o que beneficia o trabalho e favorece a transição para novas formas de atuação.

Multidisciplinaridade

O exame, avaliação e definição de um único objeto sob diversos olhares de diferentes disciplinas é uma característica fundamental para lidar com ambientes complexos. Quanto mais abrangente for a visão da empresa, mais fácil será encontrar soluções eficientes para os problemas.

Agilidade nas decisões

Em contextos ambíguos, a agilidade na tomada de decisões é importante para o desenvolvimento de uma organização. Isso pode, sim, conduzir a escolhas falhas. Porém, o ato de “errar rápido” também possibilita que a empresa tome novos rumos com maior agilidade, o que permite uma melhor adaptação no contexto VUCA.

Gestão para inovação

É preponderante para o sucesso num mundo VUCA que o DNA da inovação esteja entranhado em todos os processos da organização e em todos os seus níveis. Inovação não pode significar apenas melhorias ou novos produtos e serviços que surgem de forma eventual ou “por acaso”. Para uma gestão voltada a inovação, ela precisa ser uma estratégia que permeia todos os atos da gestão no seu dia-a-dia.

Enfrentar as dificuldades do mundo VUCA não é tanto uma questão de “se vai atingir meu negócio”, e sim de “quando vai atingir” (e isto não demorará a acontecer). Negar que as mudanças disruptivas dos mercados possam, em algum momento próximo, atingir o seu negócio (caso ainda não tenha acontecido), é um erro de consequências fatais e devastadoras.

Então, mantenha-se atento e preparado! Informe-se! Observe ao seu redor! Leia constantemente publicações que tratam sobre o mercado atual! Observe os indicadores de seu negócio com atenção para identificar alterações nas tendências! Procure auxílio de profissionais especializados em análises de cenário e em estratégias adaptadas ao mundo VUCA e lute pela sobrevivência sustentável de sua organização.

Compartilhe em suas redes sociais: